30 setembro 2012

Mesversário 1 ano e 10 meses

 
Tá cada dia mais lindo, não canso de olhar, saudades de quando era bem pequenino, já está um homenzinho, cheio de vontades próprias e desejos que quando não são atendidos, já viu né!
To numa luta pra controlar essa personalidadezinha viu, mês passado foi de grandes mudanças, começei a trabalhar fora e ele está ficando com minha mãe, mas graças a Deus sem nenhum trauma, nem chororo, pergunta as vezes de mim, mas não fica encanado porque não estou em casa, está se adaptando melhor do que eu, que saio com lágrimas nos olhos todos os dias para trabalhar e não vejo a hora de retornar para lhe abraçar, me pego no serviço olhando sua foto, escutando as gravações de sua falação no meu celular.
E falando nisso seu vocabulário vem aumento consideravelmente, repete tudo, até o que não deve,rs, todas as noites para dormir eu conto uma história e ele vai repetindo as falas, uma graça, adora o pato donald, o mickey, o filme dos carros, já sabe falar os nomes dos pais, avós, tios e tias, as vezes um pouco enrolado, principalmente quando tenta falar frases compridas e rápido, mas dá pra entender a maioria das suas palavras.
Esse mês também vem mudanças por ai, estamos mudando de residencia, nova adaptação, mas acredito que irá correr tudo bem, volto pra contar detalhes depois que tivermos no nosso novo lar!
Papai está de férias e curtindo muito a cria, pena que não posso estar junto, mas tudo bem, ano que vem a gente faz uma viagem bem bacana nas férias.
Enfim, ansiosa para seus 24 meses, ainda não sei o que vou preparar, acredito que algo mais simples, em casa mesmo esse ano, mas com uma decoração bem legal.
Já dei uma olhada em dicas de alguns blogs e já tenho algo na minha cabeça.
Muito feliz e agradecida a Deus pela saúde do meu pimpolho, que Deus continue te abençoando meu doce de amor!

Beijos mamãe Aline

28 setembro 2012

Segundo encontro das mamães de São Paulo


Mamãe, papai e principalmente filhinho adorou o encontro, fez amizades novas, brincou no parque, se divertiu com a caçarola, fez muita bagunça e voltou exausto para casa!
Adorei conhecer as administradoras do grupo, principalmente a linda e amorosa Cléo! Parabéns estava tudo maravilhoso.
Ah muito tinha vontade de conhece-la pessoalmente, pois só nos falávamos virtualmente, os gêmeos Victor e Rayssa são lindos e muito espertos.
Vítor foi sorteado com um tigrinho e eu com uma bolsa massa, obrigada.
Ansiosa para o próximo, que chegue logo!
Beijos Aline

23 setembro 2012

Pensamento da semana


A maioria pensa com a sensibilidade, eu sinto com o pensamento. Para o homem vulgar, sentir é viver e pensar é saber viver. Para mim, pensar é viver e sentir não é mais que o alimento de pensar.

Fernando Pessoa


 






13 setembro 2012

Blogagem Coletiva Quanto mais amor melhor!


Vítor sempre me deu muito trabalho para dormir, ele era muito assustado, acordava chorando e gritando só melhorou agora, veja aqui. Muitas noites em claro, eu parecia um panda por longos meses.
Até o sono da tarde era de 10 15 minutos, quando dormia meia hora ficava feliz, muitas vezes almoçava só arroz, ou só feijão, ou só arroz e feijão pois não dava tempo de fazer a mistura.
Uma vez conversando com uma vizinha sobre o sono, ela que na minha opnião era experiente pois já tinha 2 filhos, me disse pra amamenta-lo, troca-lo, e coloca-lo no berço, dar um beijo e explicar que estava na ora de dormir e bla bla bla...
Disse que ele choraria um pouquinho mas que logo passaria e entenderia que ali era seu lugar e que chegou a hora de dormir, disse que com sua filha fez isso por 3 dias e que no terceiro não chorou, deitou e dormiu, achei que tinha descoberto a formúla do sono e como nessa altura do campeonato já estava exausta e louca por uma noite de sono completa e sem interrupções resolvi tentar.
No primeiro dia por incrivel que pareça ele dormiu logo e sem grandes choradeiras, fiquei feliz e com coragem de aplicar na próxima noite.
Na segunda noite ele chorou muito e muito, por uns 10 minutos eu chorei junto no banheiro e não aguentei, fui lá e pedi perdão por ter feito aquilo e senti meu coração doer naquele momento, ele parou de chorar assim que o tirei do berço e dormiu de exasutão no meu colo.
Prometi a mim mesma que nunca mais faria aquilo, porque naquele momento eu entendi que é impossível ensinar a dormir tranquilo, deixando a criança nervosa, impassiente e exausta de tanto chorar, o sono não teve qualidade nenhuma pois mesmo depois de um tempo dormindo ele ainda soluçava.
Naquela noite pedi perdão a ele e a Deus que me fez MÃE  e naquele momento eu sentia que tinha falhado, aos poucos meu filho foi serenando a medida que inclui uma rotina em sua vida e no horário aproximado ele já  ficava  sonolento e sabia  qual seria o próximo passo, deito com ele em minha cama ( nós compartilhamos a cama) e ainda não consegui tirar, acho que peguei trauma depois deste episódio e não quero ve-lo chorar mais.
Enfim, acabei indo na conversa dos outros e não dei ouvidos ao meu coração, mas é vivendo e aprendendo, ao menos tive uma lição que não irei mais esquecer ( Pra ensinar algo é necessário paciencia, dialogo "mesmo que você ache que seu bebê ainda não entenda", e o principal "SEGURANÇA ", porque um sono não pode ser tranquilo se sentindo abandonado num quarto pela própria mãe e AMOR a gente ensina com AMOR!

Beijos e até

E com esta blogagem coletiva, pegamos o segundo lugar no TOP FIVE no Recanto das mamães blogueiras!




08 setembro 2012

Conte até 10

Com uma boa dose de paciência, todos sobrevivem às inevitáveis birras dos 2 anos




Não, não, não e não. Não quero, não vou, não dou. Essas costumam ser as frases que a criança de 2 anos mais repete ao longo do dia, algumas vezes acompanhadas de birras homéricas, daquelas dignas de interromper o trânsito no corredor do shopping. Até quem ainda não tem filhos já ouviu falar nos "terrible two". Mas a aparente rebeldia dessa fase é natural e até saudável. Afinal de contas, aquele pequeno ser, até outro dia, achava que era uma extensão do corpo da mãe. Ao longo dos meses, muito lentamente, ele foi percebendo que é outro indivíduo, independente, e voilà: com vontade própria.
"Por volta dos 2 anos, essa noção de individualidade amadurece e a criança se dá conta de que é mesmo uma pessoa separada da mãe e passa a lutar contra o controle que ela exercia em sua vida". Com o nascimento desse novo euzinho, nasce também a vontade de fazer as coisas do próprio jeito. E como o controle das emoções ainda é precário, quando o desejo não é atendido ocorre uma espécie de curto-circuito interno. E dá-lhe choro e toda sorte de demonstração de indignação infantil.
Uma situação que costuma ser motivo de conflito nessa fase é o fato de a criança não gostar nem um pouco de emprestar seus brinquedos. A cena do parquinho é clássica: o pequeno está lá todo entretido com sua pazinha, chega um estranho tão pequeno quanto ele e arranca-lhe a pazinha. A mãe, meio constrangida, fala que o filho tem que emprestar, que não pode ser egoísta. E lá vem o choro. "Emprestar e egoísmo são conceitos muito abstratos para uma criança de 2 anos. Ela não entende que ao emprestar um brinquedo aquele brinquedo voltará. O melhor é não forçar a barra e levar uns brinquedinhos a mais.

Confira a seguir algumas sugestões sobre como agir no momento da birra.


Não entre na onda da birra
Para lidar com o piti, é preciso paciência e consciência de que as rédeas da situação são suas. Procure não se "contaminar" pela reação da criança para não entrar na mesma vibração de raiva que ela (sim, é um exercício às vezes difícil, mas vale a pena tentar.

Fique por perto e espere o pequeno extravasar a emoção. É aconselhável contar até dez e manter um ar sereno, por mais que o sangue esteja fervendo por dentro.

Não adianta ficar explicando muito por que não pode comer bolacha antes do almoço, por exemplo. Um "não" dito com firmeza não precisa de muito blablablá para fazer sentido.

Depois de dizer "não" para algo, procure manter-se firme. Ceder após uma birra será, para a criança, a confirmação que a birra dá resultado.

Tarefa difícil principalmente por que vivemos a flor da pele, mas quando se tratar de  educação e disciplina precisamos ter paciência para lidar e se for o caso contar até 10!

Beijinhos doces

by, bebeabril.com.br

07 setembro 2012

Pensamento da Semana


Ser Mãe é assumir de Deus o dom da criação, da doação e do amor incondicional. Ser mãe é encarnar a divindade na Terra.


Barbosa Filho

05 setembro 2012

Mesversário 1 ano e 9 meses


E não é que com o inicio do novo emprego, e também numa corrida contra o tempo para minha mudança de residência estar perfeita, esqueci de publicar o mesversário desse mês!
Estava viajando e sem net, por isso a gaf rs, mas publico agorinha mesmo não tem problema.
Vítor está muito independente, cada vez mais esperto, falante igual um papagaio, seu vocabulário aumentou significativamente, mas deixo para um outro post, rotina mudou aqui, por conta do novo emprego, mas passei as instruções para minha mãe, para que isso não tenha impacto nenhum em suas atividades diárias, sei que ele está sentindo minha falta, mas quando chego fico grudadinha para que o sofrimento seja muito mais meu do que dele, assim é ser mãe, sofrer para que os filhos não chorem!
Estou feliz com o trabalho e me sentindo bem em ser profissional novamente depois de quase dois anos sendo apenas Mãe do Vítor e esposa do William, o apenas foi só o modo de dizer, porque esse trabalho exige muito e é uma loucura rs, sem remuneração diga -se de passagem, mas não me arrependo NÃO!
O que mais está marcando essa fase são as coisas que ele aprende num ritmo que não sei explicar, incrível, já chama seus amiguinhos vizinhos pelo nome, e sabe a casa de cada um, ai meu Deus....
Ainda faz bastante arte, mas obedece na maioria das vezes rs, ele entende tudo só não sabe falar tudo, mas já aprendeu uma boa parte das palavras está no caminho certo!
Muito orgulhosa com seus aprendizados e cada coisa nova é como se eu tivesse renascendo, é muito boa essa sensação.
Volto logo para detalhar o momento que estamos vivendo, aprender e ensinar as mamães que visitam meu blog, beijos e até.



02 setembro 2012

A volta ao mercado de trabalho e a dor de deixar meu coração em casa

Confesso que embora ansiosa para voltar a trabalhar, voltar a ter meu dinheiro e contribuir com a renda em casa, temia a chegada desse dia, pois é ele chegou... e com ele um mixer de ansiedade e felicidade e saudades e dor.
Deixar meu coração mesmo que com minha mãe sua avó que sei que irá cuidar como se fosse eu, estou ferida, depois de carrega-lo 9 meses em meu ventre e ficar coladinho 1 ano e 9 meses, cortar realmente o cordão umbilical está sendo doloroso, porém necessário eu sei.
Amanhã uma nova fase se inicia e com ela novas energias, vibrações, que o mes de setembro seja repleto de bençãos.
Agora mais do que nunca terei que virar uma mãe polvo para dar conta de ser mulher, dona de casa e acima de tudo mãe ( minha maior paixão).
Mesmo triste ganhei um presente que jamais irei esquecer: Disse a ele Eu te amo, ele disse Tião rs, fiquei toda boba e quase chorei!
Filho eu te amo com todas as forças que nem eu sabia que tinha antes da sua chegada em nossas vidas, mamãe sempre estará ao seu lado, não importa o tempo.
Milhões de beijos  Aline

Resultado sorteio Um doce de amor em parceria com Pequeninos Roupa Infantil (Encerrado)

video
Olá mamães e a sortuda da vez é a mamãe Andrea Charan, que cumpriu todas as regras rigorosamente, Parabéns Andrea. As outras mamães obrigada pela participação, e fiquem ligadas logo logo teremos mais sorteios aqui.
Já encaminhei e-mail a Andrea e espero sua resposta em até 48 hs, atrasei um pouco o sorteio, porque hoje fiquei enrolada, desculpas e obrigada pela compreensão!

11
Numero gerado em 02/09/2012 às 12:25:34 referente ao sorteio 86108






Beijos Aline

 O link da página é http://www.sorteador.com.br/arquivo.php?consulta=86108
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...